terça-feira, 5 de outubro de 2010

Medalha Comemorativa Húngara "Pro Deo et Patria "

A mais popular das medalhas comemorativas estrangeiras dentre os veteranos alemães foi, sem dúvida, a Medalha Comemorativa Húngara, também chamada de "Pro Deo et Patria".
Foi a primeira medalha oficial instituída entre os países que integraram os Impérios Centrais na 1ª Guerra Mundial e a que foi distribuída por mais tempo: criada em 26/05/1929 pelo ditador húngaro Almirante Miklós Horthy (1868-1957) e foi entregue até quase o fim da II Guerra Mundial.
Como esta foi a primeira medalha comemorativa a ser criada, e pelo desenho do capacete de aço no verso, ela rapidamente se tornou muito popular entre os alemães, em especial aqueles pertencentes à S.A. (Sturm Abteilung – destacamento de choque do Partido Nazista) e à organização de veteranos Stahlhelm.
Existi a versão para combatente e versão não combatente, com fitas diferentes.
Geralmente era entregue com a fita em montagem triangular, com o centro verde, ladeado por duas estreitas faixas vermelha e branca. Na sua frente apresentava o brasão de armas da Hungria sobreposto a duas espadas (indicação de combatentes) ladeado por dois ramos de louros e folhas de carvalho. O seu verso mostra um capacete de aço alemão M16 com as inscrições "PRO DEO ET PATRIA" ("por Deus e pela Pátria" em latim) e as datas 1914-1918, parcialmente ladeado por ramos de louros.
Também chamada de versão "sem capacete e sem espadas", é a classe destinada para aqueles que participaram da I Guerra Mundial, mas em funções que não exigiam o combate contra o inimigo.

Calcula-se que cerca de 600.000 medalhas húngaras foram entregues entre 1929 e 1944.

www.schmidtantiguidades.com.br
Texto. Douglas S. Aguiar Jr. 

Versão Combatente



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...