sábado, 30 de julho de 2011

Sgt Stubby


O Sgt Stubby o cão mas condecorado da Primeira Guerra mundial.

Adotado pelo Soldado J. Robert Conroy durante o treinamento do Exercito nos campos da Universidade de Yale em 1917, ele chamou-lhe "Stubby", e logo o cão se tornou o mascote da 102ª de Inf. da 26ª Div. ( Yankee Division). Ele aprendeu as chamadas da corneta, os treinos, e até mesmo uma continencia caninha (ele colocou a pata direita sobre a sua sobrancelha direita quando uma saudação foi executado por seus companheiros soldados). Stubby teve um efeito positivo sobre o moral, e foi autorizado a permanecer no campo, mesmo que os animais eram proibidos.

Quando a divisão  fora enviado para a França a bordo do USS Minnesota, Conroy contrabandeou Stubby a bordo, escondido no depósito de carvão até que o navio estava longe no mar, Stubby foi trazida para o convés, onde os marinheiros foram logo conquistados pelo soldado canino. Stubby foi mais uma vez contrabandeado para fora do navio e logo foi descoberto pelo Comandante de Conroy.  O comandente permitiu que Stubby pudesse pernamecer depois Stubby deu-lhe uma saudação.

Quando a  26ª Div.  foi para a linha de frente na França, foi dada ordens especiais a Stubby  que lhe permite acompanhar a Divisão para a linha de frente como sua mascote oficial. A Infantaria 102th alcançou a linha de frente sobre o 05 de fevereiro de 1918. Stubby logo se acostumara ao sons de rifles e fogo de artilharia pesada. Seu primeira ferimento de batalha ocorreu a exposição ao gás, ele foi levado para um hospital de campo nas proximidades e foi cuidado. Quando ele se recuperou, voltou para as trincheiras a lesão deixou-o sensível ao mais ínfimo traço de gás. Em uma manhã sua divisão foi atacada  com gás, a maioria dos soldados ainda dormiam Stubby reconheceu o gás e atravessou a trincheira  latindo e mordendo os soldados, incitando-os a soar o alarme de gás, havendo tempo para se preparar para o ataque e salvando muitos soldados.

Stubby também tinha um talento para a localização de feridos entre as trincheiras na "Terra de Ninguém",  ele ouvia o som em Inglês e, em seguida, ia até o local, latindo até que os paramédicos chegaram, ou levando os soldados perdidos de volta para a segurança das trincheiras. Ele ainda capturou um espião alemão próximo as trincheiras aliadas, começou a latir como o alemão correu,  Stubby o atacou  fazendo com que o soldado tropeçasse e caisse. Ele continuou a atacar o homem até que os soldados americanos chegaram e capturasem o espião inimigo, Stubby foi promovido ao posto de sargento pelo comandante da 102th. Ele se tornou o primeiro cão a ser dado posto nas Forças Armadas dos Estados Unidos.

Stubby foi novamente ferido durante um ataque com granadas, recebendo uma grande quantidade de estilhaços no peito e na perna. Ele foi levado às pressas para um hospital de campo e mais tarde transferido para um Hospital da Cruz Vermelha de recuperação para a cirurgia adicional. Stubby quando tornou-se bem o suficiente para se deslocar ao hospital, ele visitou soldados feridos aumentando a sua moral.

Até o final da guerra, Stubby tinha servido em 17 batalhas e 4 ofensivas. Ele liderou as tropas americanas em um desfile, passou em revista as tropas e estave com o presidente Woodrow Wilson . Ele visitou a Casa Branca mais duas vezes e conheceu presidentes Harding e Coolidge. Stubby recebeu muitas medalhas por seu heroísmo, incluindo uma medalha da Humane Society, que foi apresentado pelo General John Pershing, o Comandante Geral da Exércitos dos Estados Unidos. Ele foi premiado com um membro da Legião Americana e do YMCA.

Quando seu dono, J. Robert Conroy, começou a estudar Direito na Universidade de Georgetown , Stubby se tornou o mascote da Hoyas Georgetown. Ele morreu em 1926, seu obituário no New York Times teve três colunas de largura por meia página de comprimento, consideravelmente mais do que muitos notáveis ​​de seu tempo.



Stubby desfile levando com a  legião Americana

Stubby e General John J. Pershing em 1921, após a Primeira Guerra




 Condecorações do Sgt Stubby

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...