quinta-feira, 22 de março de 2012

Barrete Alemão da 1ª e 2ª Guerra Mundial

Ordensspange

 
Original da época montado entre a 1ª e 2ª Guerras Mundiais, barrete de montagem tipicamente Prussiana, o destinatário recebeu as Medalhas do Partido após a dispença do serviço militar, mas continuou se destancando na vida pública apos a 1ª Guerra
composto por :
  • Cruz de Mérito de Guerra de 2ª Classe sem Espadas
  • Medalha de Frederico Augusto da Saxônia em Prata
  • Cruz de Hindenburg com Espadas
  • Medalha da Muralha do Atlântico

A Cruz de Mérito de Guerra
Foi criada e instituída antes do início da Guerra, tendo como objetivo preencher as lacunas dentro da estrutura de condecorações do Terceiro Reich, tanto para militares como para civis. A Cruz sem Espadas era concedida por ações de mérito geral. O pessoal militar qualificado para a Cruz de Mérito de Guerra em atividades administrativas, médicas, ou outro serviço qualquer na linha de frente, recebiam esta Condecoração, assim como os civis por suas contribuições, quando de importância significativa para o esforço de guerra. Os civis eram condecorados sem distinção de idade ou classe social, de diplomatas a operários.

Medalha de Frederico Augusto da Saxônia em Prata
Versão em prata era entregue a graduados (Unteroffiziere). Os exemplares concedidos por feitos militares em época de guerra tinham uma fita amarela, com duas faixas estreitas na cor azul celeste nas laterais. Sua concessão encerrou-se com o fim da I Guerra Mundial, em 1918. É equivalente à Cruz de Ferro da Prússia.


Medalha da Muralha do Atlântico
Instituída em agosto de 1939 com o propósito de honrar os membros da construção civil e das Forças Armadas que tomaram parte na cosntrução, planejamento e defesa da Muralha do Atlântico. Seu desenho é mostrado na foto ao lado, considerando os seguintes dizeres no verso "Für Arbeit Zum Schutze Deutschlands" (Pelo Trabalho de Defesa e Proteção da Alemanha) e a fita nas cores amarelo e branco.

Para sua entrega era necessário um mínimo de dez semanas de trabalho para os operários ou três semanas de tarefas militares nas fortificações para os soldados. Um total de 662 mil pessoas receberam esta medalha até janeiro de 1941. Em agosto de 1944, após a invasão da França pelos aliados, uma nova força de trabalho foi exigida no reforço das defesas trazendo a condecoração de volta, entretanto apenas uma pequena barra de metal inscrito "1944" foi acrescentada à fita que a sustentava. Seu número de recebedores é desconhecido.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...