segunda-feira, 7 de maio de 2012

Medalha da Vitória - Romênia 1ª Guerra Mundial

Medalia Victoriei
 
Romênia entrou na guerra depois de promessas de apoio dos aliados para territórios ganhos uma vez que a guerra terminar. A Romênia enviou seus exércitos para o norte em direção a Transilvânia, antigo território que queria anexar. Na época Transilvânia era parte da Hungria, mas, cerca de metade da pessoas que lá viviam estava romena. Quando o Exército romeno avançou para a Transilvânia, as Potências Centrais, da Bulgária atacaram ao sul, bem como a Transilvânia, ao norte, imprensando os romenos entre os dois. Eventualmente, os romenos tiveram de recuar para a Moldávia. Quando o Império Austro-Húngaro desmoronou, os romenos conseguiram anexar a Transilvânia, um movimento reconhecido e aceito no Tratado de Versalhes, no final da guerra.

Criada em setembro de 1921 aos moldes estabelecidos no inicio de 1919, foram produzidas cerca de  *300.000 dessas medalhas Oficiais. as únicas assinadas pelo autor (* Aplicável para o tipo Oficial, o número de não-oficiais não são conhecidos)
 A medalha foi projetado por Constantin Kristesko, um desconhecido escultor romeno que trabalhava em Paris. Acredita-se que as primeiras medalhas oficiais foram fabricado pela empresa M. Deland de Paris. Os modelos não-oficiais foram fabricados na Romênia e muitos veteranos compraram essas versões em vez de esperar o processo de aplicação e emissão da medalha oficial que demorou a chegar. 
 
Projeto básico apontando para a Vitória a frente em pé, com uma espada apontando para baixo no pé direito, e segurando com a mão esquerda , um ramo de palma. O pé direito está acima do aro com uma dobra do vestido pendurado sobre a borda.

Reverso: um corrente de aros grossos com nomes de 10 dos 13 países aliados sobre os links, começando na posição 9 horas com o nome ROMANIA, ITALIA, FRANTA, ANGLIA, BELGIA, GRECIA, JAPONIA, SERBIA, *RIC* (America?) e CHINA no centro da medalha de um machado de batalha de dois gumes em pé e folhas de louro e esquerda para as folhas de carvalho a direita, as palavras MARLE RAZEBOI sobre PENTRU CIVILIZATIE. "a Grande Guerra pela Civilização" 

Várientes
  • Tipo Oficial, este vem com o nome do designer levemente impressionado na parte traseira ao lado do elo da corrente com a palavra JAPONIA.

Diâmetro: 36mm para ambos e uma bola de suspensão do anel da fita, e 4mm de espessura

  • Tipo não-oficial 1, quase o mesmo que o oficial mas sem o nome do projetistas ao lado do elo JAPONIA. 
Diâmetro: 36,5mm, e tem uma bola de suspensão da fita, e 4mm de espessura , Essa versão é provavelmente também de fabricação Francesa.  Tem sido relatado que algumas  têm  a palavra 'bronze' na borda enquanto esta não tem marcas na borda. Curiosamente, é encontrado com pouco menos frequência do que o tipo oficial.

  • Tipo 2 não-oficial, não sendo tão refinado ou detalhado como os tipos oficiais, não tem o nome do escultor, nos países nomeados a letra "N" aparece invertida e a letra "C" substitui a letra "G" portanto, ler-se os nomes: ROMAИIA, FRAИTA AИCLIA, JAPOИIA e CHIИA. E a letra " G" nos nomes são substituídos com um "C" e ler-se ANCLIA, BELCIA, CRECIA, também mostra uma borda definida para a borda da medalha.


Diâmetro: 36,6mm a 38mm, e uma bola de suspensão da fita, e 3mm de espessura. E os tipos de metal variam. Normalmente é conhecida como: Reverse N

  • Tipo 3 não-oficiais, (Tipo Cast) aparência muito áspero acima da ponta da asa direita da Vitória pode ser encontrada uma falha de moldagem, tanto a pé e manto e misturado na borda, detalhe bem para trás, mas uma aparência áspera ao metal, os nomes dos países de novo um "C" em vez do "G", mas a letra "N" é a versão romana, em vez da versão cirílica, e a concepção da folha fica saliente para o espaço onde o nome do escultor é encontrado no tipo oficial. Nota-se que os anéis são muito mais finos em comparação com os outros.
Diâmetro, é entre 35 - 36mm, o anel de suspensão da fita é cilíndrico, e é a medalha de 4mm de espessura. Foi produzido por um diferente número de fabricantes romenos locais. Há inúmeras de pequenas variações entre diferentes fabricantes também.


Fotes: The Inter-Allied Victory Medals of World War 1. by Alexander J. Laslo
Agradecimentos GMIC. Bilco (inglaterra),  RobW (Austrália), Kev (Romênia),  Murgur ( Romênia).

2 comentários:

  1. As medalhas da Vitória da Segunda Guerra são sempre interessantes além de se tornar uma coleção e tanto por si só.
    Esses modelos "piratas" por assim dizer, se tornarm mais colecionáveis do que as ditas medalhas oficiais.

    ResponderExcluir
  2. Galdinho..
    Na verdade não, alguns modelos não oficiais são muito mais difíceis de encontrar como propriamente a medalha oficial. Os modelos franceses de fabricação privada são um exemplo disso, também como o modelos fabricados por empresas privadas para suprir a falta de medalhas nos países destinatários, alguns exemplos das Vic americana, romena , tcheca, grega, japonesa, siamesa são muito difíceis de encontrar nessas versões alternativas. Por esse motivo também são muito cobiçadas.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...